São Luís: Semáforos com defeitos continuam tumultuando o trânsito

A frequência dos defeitos nos semáforos de São Luís de Montes Belos está deixando condutores de veículos e quem utiliza a Avenida Hermógenes Coelho, bem como as demais vias de acesso à mesma, irritados a ponto de até deixar seus veículos em casa para evitar os transtornos causados diariamente nos locais onde esses semáforos estão instalados.

 

O fluxo de veículos na Avenida Hermógenes Coelho nos cruzamentos com as Ruas Javaés, Jabaquara e São Domingos é considerado intenso e crucial para o bom andamento do trânsito da cidade. Mesmo sendo poucos, os únicos três semáforos instalados nas vias públicas de São Luís têm ajudado e muito na organização do tráfego de veículos na avenida principal da cidade.

 

Sema 2É visível a necessidade de instalação de mais equipamentos como esses em vários pontos da cidade. De acordo com autoridades ligadas ao assunto, seria necessária a instalação de pelo menos mais dez semáforos em pontos cruciais para que o trânsito monte-belense possa fluir melhor e com mais segurança.

 

No início do ano de 2016, após um acidente de trânsito, os semáforos instalados nos cruzamentos da Avenida Hermógenes Coelho com as Ruas Jabaquara e Javaés foram danificados e ficaram desligados por mais de um mês. Os transtornos, acompanhados de vários acidentes, foram enormes.

 

Na época, a imprensa local, inclusive o A Voz do Povo, não perdoou e com excessivas cobranças fez com que a Administração Municipal providenciasse os reparos nos equipamentos. Na ocasião, o atual responsável pela Superintendência Municipal de Trânsito, Rodrigo Batista, que fazia uma participação numa emissora de rádio semanal, não economizava críticas à lentidão na solução do problema.

 

Sema 3Agora, já vai para duas semanas que o equipamento instalado na Hermógenes Coelho com a Rua São Domingos está sem funcionar. Como era de se esperar, os problemas se avolumam a cada dia e a população reclama. “Não é possível que isso esteja acontecendo novamente. Na minha opinião é muita demora pra fazer um simples reparo”, cobra o autônomo José Luís da Costa.

 

“Me lembro muito bem do tal Rodrigo do pastel falar até espumar a boca, na rádio, cobrando da prefeita anterior o conserto dos semáforos estragados na época. Ele falava, e com toda razão, que era inadmissível demorar tanto pra se fazer um simples conserto. O que mudou agora?”, indaga a micro empresária Maria Adelaide.

 

“Passo aqui todos os dias, pelo menos três a quatro vezes, e posso te afirmar que esse problema nesse semáforo provoca muitos problemas. Sei que o prefeito entrou agora, mas isso ai é apenas uma simples manutenção. Simples, mas causa vários problemas. Vejo que o departamento responsável pelo trânsito já devia ter providenciado o conserto disso ai no dia seguinte ao estrago”, reclama o vendedor Ataídes da Silva.

 


Sema 4“Eu não aguento mais. Antes que eu bato em alguém ou que alguém bata em mim, estou deixando o meu carro em casa. Estou indo para o meu trabalho de moto e passando por outras ruas. Eu moro nas proximidades da São Domingos e da Hermógenes Coelho, mas nesse cruzamento não está fácil. A falta de educação dos condutores de veículos de São Luís é muito grande”, frisa Joaquim Epaminondas, autônomo.

 

Á esta reportagem, o superintendente municipal de trânsito, Rodrigo Batista, disse que a prefeitura está empenhada na solução do problema. Segundo ele, desta vez o caso não é tão simples como possam pensar. Ele frisa que o estrago está em uma ou duas placas do equipamento e que a substituição das peçass é imprescindível.

 

Segundo Batista, o problema é que as peças não estão sendo encontradas em Goiás para comprar. Ele afirma que o departamento de compras da prefeitura está se empenhando ao máximo na busca da solução do problema. Diante da situação, é impossível fazer uma previsão de quando esse semáforo voltará a funcionar.

Categoria:São Luis de Montes Belos

Deixe seu Comentário