Mãe assistia a filha de 13 anos sendo estuprada pelo próprio marido

A Polícia Civil de São Luís de Montes Belos, sob o comando do delegado Victor Avelino, cumprindo a mandado de prisão, prendeu nesta sexta-feira, 27, o motorista Walteene da Silva, 34 anos, suspeito de estuprar a enteada. Uma garota de 13 anos. A mãe das meninas, Mizai Sousa da Silva, 34 anos, também foi presa.

De acordo com a Polícia Civil, além de consentir a prática criminosa contra a própria filha, a mãe, que não pode mais engravidar, alimentava a esperança de ter um filho através da filha mais velha. “Ela assistia as relações sexuais, sentada ao lado da cama do casal”, relata a PC.

O caso já vinha sendo investigado pela Polícia Civil há algum tempo, desde que tomou conhecimento dos fatos através de denúncia feita pelo Conselho Tutelar. Segundo as investigações, além da garota de 13 anos, a irmã dela de apenas 11 anos também teria sido vítima do padrasto.

Depois de constatar a veracidade dos fatos, nesta sexta-feira o delegado pediu e o juiz da comarca Peter Lemke Schrader expediu o mandado de prisão preventiva contra o casal. No final da tarde os mandados foram cumpridos. Preso, o casal foi ouvido e colocado à disposição do poder judiciário.

Walteene da Silva deverá responder pelo crime de Estupro de Vulnerável e sua esposa por participação pelo fato de permitir a prática criminosa. Não foi possível saber o teor dos depoimentos uma vez que o delegado Victor Avelino não estava na cidade.

De acordo com a Lei, o crime de Estupro de Vulnerável, tipificado no Art. 217-A, acontece quando o autor mantém conjunção carnal ou pratica outro ato libidinoso com a vítima menor de 14 (catorze) anos. A pena prevista é reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos.

Uma pessoa ligada às duas meninas, em um comentário feito sobre o fato nas redes sociais, afirma que a menor de 11 anos não teria sido vítima do padrasto. Que somente a mais velha foi aliciada, caído na lábia do criminoso. Segundo ela, a menor estaria apaixonada pelo padrasto.

Talvez já prevendo que a casa estava caindo, no dia 20 de outubro, a mãe das garotas publicou na sua página do Facebook uma mensagem curiosa, ao lado de uma fotografia das filhas. “Meus tudo sempre lembrarei de vcs não se preocupa mesmo se eu não estiver mais aqui vcs vão está”.

A mensagem, em tom de despedida, preocupou o marido. Confortando a esposa, Walteene comentou em seguida: “Amor tenha calma, sairemos dessa e tudo voltará a ser como antes, Deus no comando e tudo se resolve e votará a nova família juntas de novo”.

 

Na edição impressa do Jornal A Voz do Povo, que irá circular nos próximos dias, esta matéria estará mais atualizada.

 

Por: Edivaldo do Jornal

Categoria:São Luis de Montes Belos

Deixe seu Comentário